Apresentação

A Revista Saúde em Diálogo é uma publicação eletrônica científica de periodicidade semestral, editada pela Faculdade de Tecnologia Intensiva (FATECI), que possui uma proposta editorial multidisciplinar, visando publicar prioritariamente artigos originais sobre temáticas relevantes e inéditas que privilegiem o campo da saúde em diálogo com as seguintes áreas: Biomedicina, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Terapia Ocupacional, Farmácia, Psicologia, Radiologia, Biotecnologia e todas as áreas correlacionadas com a saúde. Além disso, propõe-se a divulgar outras contribuições de caráter descritivo e interpretativo, tais como: ensaios acadêmicos, relatos de experiência, resenhas e trabalhos de estudantes.

Editorial

Volume VI, Nº 1 – Janeiro a Junho de 2016

 

Caros leitores,

A Revista Eletrônica Saúde em Diálogo (RSD), da Faculdade de Tecnologia Intensiva – FATECI, conclui, com imenso regozijo, mais um fascículo. Criada em 2010, a RSD possui periodicidade semestral e sua maior preocupação é estimular a produção científico-tecnológica e o debate acadêmico dos discentes e docentes, além de instigar a difusão da pesquisa nas diversas áreas da Saúde, como Biomedicina, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Terapia Ocupacional, Farmácia, Radiologia, Biotecnologia e áreas afins. Dessa forma, a RSD atua como um ambiente virtual interdisciplinar para a apresentação e divulgação dos trabalhos desenvolvidos pelo corpo discente e docente ao longo do curso.

Nosso público-alvo são pesquisadores, professores e estudantes de graduação e pós-graduação que compõem ou não a comunidade Fateciana, bem como profissionais já atuantes nas áreas supramencionadas e em outras correlatas; além de outros membros interessados em pesquisa, contribuindo para o amadurecimento intelectual de todos, mas também para o desenvolvimento de profissionais, de empresas e da sociedade em geral.

A RSD sabe da grande importância da produção técnico-científica, portanto, procura selecionar manuscritos de qualidade para serem publicados em seus fascículos, seguindo critérios de avaliação previamente definidos pelos nossos editores e pareceristas (ver submissão de originais: instruções para preparação de originais), a fim de tornar-se a cada dia um difusor de conhecimento respeitado e conhecido na área. Assim, por princípio, todos os trabalhos publicados nos fascículos da RSD são de livre acesso e o download é de forma integral e gratuita, solicitando-se apenas que os leitores citem a fonte.

Este fascículo, de número 1 do volume 6, traz oito artigos, decorrentes de pesquisas desenvolvidas nos últimos cinco anos.

O primeiro artigo “Formação do eu na transgeneridade feminina a partir do desenvolvimento sexual do sujeito e suas identificações em psicanálise”, de Marques e6: Rios, provêm de uma pesquisa qualitativa no modelo de revisão de literatura, possibilitando-nos o entendimento que os conceitos de masculino e feminino, enquanto traços no caráter do Eu, são construídos subjetivamente a partir da relação com o outro.

O segundo artigo deste fascículo discute um tema na área da psicologia, com o título “O uso de recursos lúdicos na Gestalt-Terapia: possibilidades de intervenção clínica em psicoterapia infantil” trata-se de um estudo de natureza qualitativa, com base na revisão bibliográfica sobre a temática, o que permitiu concluir que o uso do lúdico no atendimento clínico com crianças, é uma das formas mais adequadas para secompreender o funcionamento das crianças, assim como suas formas de expressão e de contato.

Já o artigo intitulado “Combate à obesidade e seus males com o uso de chá verde: aspectos relevantes” se propôs a investigar os benefícios deste chá por meio de revisão de literatura, observando que o chá verde apresenta a capacidade de combater a obesidade, eliminando gordura e reduzindo os marcadores inflamatórios proteína C reativa (PCR) e o fator de necrose tumoral (TNF- α).

Menezes, Silva e Baroni, no manuscrito “A escola como agente promotor de hábitos alimentares saudáveis”, identificou a existência de ações de educação nutricional, mesmo que de forma reduzida, mas que foram efetivas para mudar os hábitos da comunidade escolar.

Na área da fisioterapia, o artigo “Relação entre o Sistema de Classificação da Função Motora Grossa (GMFCS) e o Sistema de Classificação da Habilidade Manual (MASC): revisão de literatura”, de autoria de Oliveira, Colaço e Cruz, demonstra que, apesar do número reduzido de artigos encontrados, há correlação dos sistemas de maneira complementar, sendo de grande importância na determinação do diagnóstico funcional dessas crianças com paralisia cerebral para fins clínicos e de pesquisa científica.

“Efeitos adversos mais recorrentes da radioterapia e sua influência na qualidade de vida de pacientes oncológicos”, de Medonça e Silva; os autores concluem que a radioterapia é um dos procedimentos mais utilizados no tratamento de neoplasia; é fato que produz vários efeitos adversos, mas se tratados o mais previamente possível, norteia adequadas intervenções, permitindo o7: cuidado individualizado e contribuindo para a efetiva qualidade nos cuidados prévios dos efeitos adversos do paciente no setor de radioterapia.

Braga, Pessoa e Landim, em “Caracterização de medidas corpóreas em pacientes submetidos à criolipólise em uma clínica de estética de Fortaleza/CE”, leva em consideração que as pesquisas indicam que o efeito do frio na destruição de parte do tecido adiposo tem sugerido que as altas temperaturas controladas podem reduzir a quantidade de adipócitos. Grande parte dessas descobertas sugerem que a aplicação da Criolipólise como tratamento não-invasivo é responsável pela diminuição das medidas, mostrando, portanto, ser um método eficaz e seguro.

E, por fim, trazemos uma sessão especial dedicada a artigos relativos à área da gastronomia. Neste, o artigo “Gastronomia: construindo pontes entre a arte e a técnica”, de Diego e Figueiredo, fazem a interlocução entre a gastronomia e áreas do conhecimento como a psicanálise, a antropologia, a sociologia e as belas artes, como subsídio para pensar os processos de subjetivação do artista-gastrônomo e da plateia-comensal.

Assim, esperamos que este fascículo venha contribuir satisfatoriamente para o crescimento da ciência, além de gerar um campo de interação e propagação de debates acadêmicos. A RSD é um periódico aberto e disponível para discussões, no qual os leitores podem comentar e dar sua opinião sobre cada texto publicado.

Gostaríamos também de agradecer aos autores, pela confiança concedida a esta revista e grupo editorial, como um dos meios eletrônicos para a difusão de seus trabalhos de pesquisa. E aos nossos professores pareceristas pela contribuição intelectual. Que a cada fascículo, sejamos capazes de proporcionar maior visibilidade à produção acadêmica, concorrendo para que ela se torne efetivamente pública, mesmo em nível de iniciação científica. Desejo a todos uma ótima leitura!

Francisca Jakelyne de Farias Marques

Jones Baroni Ferreira de Menezes

Rodrigo Martins Porto

EDITORES

 

Volume V, Nº 2 – Julho a Dezembro de 2015

 

A Revista Eletrônica Saúde em Diálogo (RSD), da Faculdade de Tecnologia Intensiva - FATECI, conclui, com imenso regozijo, mais um fascículo. Criada em 2010, a RSD possui periodicidade semestral e sua maior preocupação é estimular a produção científico-tecnológica e o debate acadêmico dos discentes e docentes, além de instigar a difusão da pesquisa nas diversas áreas da Saúde, como Biomedicina, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Terapia Ocupacional, Farmácia, Radiologia, Biotecnologia e áreas afins. Dessa forma, a RSD atua como um ambiente virtual interdisciplinar para a apresentação e divulgação dos trabalhos desenvolvidos pelo corpo discente e docente ao longo do curso.

Nosso público-alvo são pesquisadores, professores e estudantes de graduação e pós-graduação que compõem ou não a comunidade Fateciana, bem como profissionais já atuantes nas áreas supramencionadas e em outras correlatas; além de outros membros interessados em pesquisa, contribuindo para o amadurecimento intelectual de todos, mas também para o desenvolvimento de profissionais, de empresas e da sociedade em geral.

A RSD sabe da grande importância da produção técnico-científica, portanto, procura selecionar manuscritos de qualidade para serem publicados em seus fascículos, seguindo critérios de avaliação previamente definidos pelos nossos editores e pareceristas (ver submissão de originais: instruções para preparação de originais), a fim de tornar-se a cada dia um difusor de conhecimento respeitado e conhecido na área. Assim, por princípio, todos os trabalhos publicados nos fascículos da RSD são de livre acesso e o download é de forma integral e gratuita, solicitando-se apenas que os leitores citem a fonte.

Este fascículo, de número 2 do volume 5, traz sete artigos, decorrentes de pesquisas desenvolvidas nos últimos cinco anos. O primeiro artigo “Vias metabólicas de produção de energia”, de Silva e Mendonça, provém de uma pesquisa bibliográfica e documental sobre os principais sistemas implicados no processo de obtenção de energia no nosso organismo. Os autores investigaram e descreveram todas as etapas da respiração celular, destacando os substratos mais utilizados para a produção de energia muscular.

O segundo artigo deste fascículo discute um tema na área da radiologia, com o título “Absorção do fluodesoxiglicose (18F–FDG) pelos tecidos acometidos pelo câncer e processo físico da formação da imagem PET: revisão bibliográfica”, de Silva e colaboradores, o trabalho teve como objetivo explicar o modo como o radiofármaco 18F–FDG interage no organismo e por que ele se acumula em grande quantidade nas células acometidas pelo câncer.

Os próximos manuscritos são voltados para a área de Enfermagem e Serviço Social. O terceiro trabalho, intitulado “Motivos da não adesão do exame papanicolau: uma revisão integrativa”, foi escrito por Fontenele e colaboradores. Este trabalho realizou uma revisão integrativa na literatura atual e identificou os principais motivos que levam as mulheres a não realizarem o exame Papanicolau de forma periódica. Verificou-se também o papel importante da enfermagem para a educação e orientação da população feminina em geral. Em seguida, temos o artigo intitulado “A inserção do serviço social na estratégia saúde da família”, de Gomes e colaboradores. Neste artigo, averiguou-se a inserção do assistente social na estratégia saúde da família (programa do Governo Federal), priorizando a forma de trabalho, bem como a necessidade desse profissional ao atendimento assistencial e o apoio à família.

O artigo número cinco, dos autores Oliveira-Neto e Pessoa, tem como título “Prevalência de fatores de risco da crise asmática aguda em crianças internadas em um hospital na cidade de Fortaleza/CE”. Para esta pesquisa foi realizado um estudo transversal e descritivo, com abordagem metodológica quantitativa, relatando os fatores de risco da crise asmática aguda em crianças internadas no Hospital Infantil Luís França, localizado em Fortaleza-Ceará.

Neste número, o sexto artigo “Conselho tutelar e a violência contra crianças e adolescentes: uma análise da produção científica publicada em periódicos nacionais”, de Albuquerque e colaboradores, realizou um estudo retrospectivo e documental, de abordagem quantitativa e qualitativa. Os autores analisaram a produção científica brasileira por meio da base de dados BIREME, no período de janeiro a março de 2011, buscando informações sobre os Conselhos Tutelares e a violência contra crianças e adolescentes.

E, por fim, a partir deste fascículo, trazemos uma sessão especial dedicada a artigos relativos à área educacional. Neste, o artigo aloca-se na área de Educação a Distancia, no qual favorece, mesmo com o distanciamento geográfico e contextos sociais diferenciados, o processo de ensino e aprendizagem, através do acesso à informação e ao conhecimento, principalmente graças ao avanço das mídias digitais e à expansão e à acessibilidade da internet.

Nesse contexto, o artigo “Processo avaliativo do discente em um curso de graduação a distância: relato de concepções e desafios”, de Menezes, Pantoja e Paixão, explana as principais e atuais concepções e dificuldades das diferentes formas avaliativas utilizadas no Curso de Ciências Biológicas à distância, da Universidade Estadual do Ceará em parceria com a Universidade Aberta do Brasil (BIOEaD).

Assim, esperamos que este fascículo venha contribuir satisfatoriamente para o crescimento da ciência, além de gerar um campo de interação e propagação de debates acadêmicos. A RSD é um periódico aberto e disponível para discussões, no qual os leitores podem comentar e dar sua opinião sobre cada texto publicado.

Gostaríamos também de agradecer aos autores, pela confiança concedida a esta revista e grupo editorial, como um dos meios eletrônicos para a difusão de seus trabalhos de pesquisa. E aos nossos professores pareceristas pela contribuição intelectual. Que a cada fascículo, sejamos capazes de proporcionar maior visibilidade à produção acadêmica, concorrendo para que ela se torne efetivamente pública, mesmo em nível de iniciação científica. Desejo a todos uma ótima leitura!

Francisca Jakelyne de Farias Marques

Rodrigo Martins Porto

Jones Baroni Ferreira de Menezes

EDITORES

 

Volume V, Nº 1 – Janeiro a Junho de 2015

 

Caros leitores,

É com imensa alegria que concluímos mais um fascículo da Revista Eletrônica Saúde em Diálogo (RSD) da Faculdade de Tecnologia Intensiva – FATECI. A RSD é uma revista eletrônica científica que abrange diversas áreas da saúde como Biomedicina, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Terapia Ocupacional, Farmácia, Psicologia, Radiologia, Biotecnologia e áreas afins. Com o objetivo de dar continuidade ao importante projeto inicial desse periódico de produzir e socializar o conhecimento, prioritariamente na área das Ciências da Saúde, após um ano de muitas mudanças, intenso trabalho e dedicação, retornamos às nossas atividades sempre a favor da pesquisa científica, mediante a divulgação de trabalhos de pesquisa, análises teóricas, ensaios acadêmicos e resenhas bibliográficas que possam subsidiar as atividades acadêmicas de ensino, pesquisa e extensão, contribuindo para o desenvolvimento científico, social e cultural. Cabe ressaltar o registro de gratidão e satisfação do grupo editorial da RSD pelo retorno positivo de nossas atividades pela comunidade acadêmica da FATECI e outras instituições. É possível dizer com segurança que as mudanças realizadas contribuíram de forma edificante com a proposta de ocupar espaço significativo na divulgação da produção científica da área. No presente número da RSD, seis trabalhos integram a seção, que contempla resenhas bibliográficas, estudos quantitativos e qualitativos e uma revisão integrativa, que evidenciam a multiplicidade de temas em Biomedicina, Enfermagem e Radiologia. As duas primeiras publicações, na área da Biomedicina, trazem revisões bibliográficas completas na subárea de Microbiologia Médica, que abordam importantes aspectos dos micro-organismos Bocavírus humano e o bacilo Gram-positivo Clostridium difficile, apontado por cientistas de renome como um importante agente causador de doenças diarreicas associadas ao uso de antimicrobianos. As pesquisas 6: baseiam-se em um amplo estudo sobre os aspectos clínicos, epidemiológicos, métodos de diagnósticos, bem como as propriedades preventivas e terapêuticas dessas infecções. O terceiro manuscrito, Percepção da população masculina em relação ao tratamento de hipertensão arterial sistêmica na estratégia saúde da família, de Mendonça e colaboradores, trata-se de um estudo descritivo, com abordagem qualitativa, que buscou analisar a percepção da população masculina de Fortaleza (CE) em relação ao tratamento de hipertensão arterial sistêmica na estratégia da saúde da família no município. Para tanto, os pesquisadores utilizaram entrevistas semiestruturadas e técnicas de análise de conteúdo. Dessa forma, identificaram que 65% dos entrevistados conheciam o significado do termo hipertensão arterial sistêmica e 50% do total tinham o conhecimento sobre a terapia, mas 47% dos homens que participaram da pesquisa não tinham o mínimo de conhecimento sobre o tratamento. O quarto trabalho, Educação sexual: perspectiva discente de uma escola na cidade de Iguatu/CE, de Menezes e Matos, descreve sobre a temática “sexualidade na escola” e investiga sobre o conhecimento dos estudantes e as metodologias utilizadas pelos docentes nas aulas relacionadas ao tema. O estudo trata-se de uma pesquisa survey, descritiva e exploratória, com abordagem qualitativa e quantitativa, aplicada durante os meses de setembro e outubro de 2014. Os resultados demostraram um incipiente conhecimento dos estudantes sobre sexualidade, porém conceituaram e identificaram satisfatoriamente as principais doenças sexualmente transmissíveis, bem como os métodos contraceptivos mais utilizados. Na escola, a temática ainda é pouco tratada e utiliza-se apenas metodologias tradicionais, como aulas expositivas. No quinto artigo, Mendonça, Silva e Conrado propõem-se verificar se a exposição a exames radiológicos são prejudiciais ao binômio mãe-filho. Para tanto, os autores realizaram uma pesquisa bibliográfica de acordo com parâmetros pré- estabelecidos e relataram que os exames radiológicos são geralmente adiados, devido à apreensão gerada pelos riscos à saúde do feto. No entanto, um diagnóstico perdido desses exames, pode ser nocivo à saúde materna e fetal mais do que os possíveis riscos da radiação. Assim, foi observado que, gestantes merecem atenção especial, por conta das células do embrião e do feto estarem em desenvolvimento, e que os benefícios dos exames radiológicos são justificados quando bem indicados. 7: Por fim, o sexto artigo, Caracterização da produção científica sobre aminas simpatomiméticas de infusão contínua em unidade de terapia intensiva, de Sampaio e colaboradores, apresenta uma revisão integrativa no âmbito da Prática Baseada em Evidências (PBE), sobre a “produção científica de aminas simpatomiméticas por infusão contínua na unidade de terapia intensiva”. Neste estudo, os autores concluíram que aminas simpaticomiméticas possuem vital importância para a reversão de quadros instáveis de pacientes críticos, melhorando o prognóstico e aumentando a sobrevida destes. Essas drogas possuem ação rápida e potente, porém seu índice terapêutico é baixo. Gostaria de agradecer aos autores que contribuíram com a consolidação desse fascículo. A todos os professores e revisores que colaboraram com seus conhecimentos na difusão da pesquisa científica, tornando-a cada vez mais vigorosa. Aos professores doutores Rodrigo Martins Porto e Tiago de Melo Araújo da Faculdade de Tecnologia Intensiva, campus Fortaleza, pela parceria e contribuição significativa para a conclusão desse caderno. À comunidade acadêmica da FATECI pelo apoio na construção deste fascículo. No conjunto, considerou-se a superação de mais um desafio, com saldo positivo para a produção científica e a disseminação de conhecimento nas áreas da saúde. Claramente, há sempre espaço para melhorias e a política do corpo editorial é de aperfeiçoamento constante, razão pela qual, sugestões dos leitores são bem-vindas.

Desejo a todos uma ótima leitura!

Francisca Jakelyne de Farias Marques

EDITORA CHEFE 

 

Volume IV, Nº 1 – Julho a Dezembro de 2013

Caros leitores,

Estamos concluindo mais uma edição da Revista Saúde em Diálogo, fechando mais um ano com a ampliação das áreas de interesse da revista. Gostaríamos de agradecer pelo empenho do corpo editorial em avaliar os artigos submetidos com rapidez e responsabilidade, no intuito de agilizar o compromisso de publicação e respeito aos nossos autores. Atualmente estamos qualificados pela CAPES com Qualis C na área de Saúde Coletiva, B5 em Filosofia/Teologia e aguardamos novas qualificações graças ao compromisso dos pesquisadores parceiros.

Agradecemos a todos que acreditam na pesquisa e no crescimento científico, confiando na revista.

Aproveitamos para desejar aos leitores e parceiros um ano de 2014 cheio de realizações, conquistas e crescimento. 

Boa leitura. Boas Festas!

Prof. José Evaldo Gonçalves Lopes Júnior

Editor-Chefe  

 

Volume III, Nº 2 – Janeiro a Julho de 2013

Caros leitores,

Apresentamos nesse volume da Revisa Eletrônica Saúde em Diálogo. uma gama de artigos que abrangem diversas áreas da saúde. É de grande importância o tornar público do fruto do trabalho de cada pesquisador. Agradecemos a contribuição constante e o crédito depositado à nossa revista. Neste volume, abordamos temáticas relacionadas com o uso das plantas medicinais, a avaliação postural, a relação do nutricionista com seu paciente, a importância do psicólogo e sua atuação, a fonoaudiologia na reabilitação da ataxia espinocerebelar e a atividade microbiológica da água da cidade de Crateús.

Para concluir, agradecemos a dedicação, empenho e zelo de todos os que contribuíram direta e indiretamente para a elaboração desse fascículo e esperamos continuar com o desafiante trabalho de contribuir com a construção de novos conhecimentos em nossas próximas edições. 

Boa leitura.

Prof. José Evaldo Gonçalves Lopes Júnior

Editor-Chefe 

 

Volume III, Nº 1 – Julho a Dezembro de 2012

Caros leitores,

Apresentamos mais um volume da Revista Eletrônica Saúde em Diálogo. Esta fascículo representa um porcesso de maturidade iniciado a três anos e que hoje, culmina com os relevantes trabalhos apresentados. O diálogo, conditio sine qua non de nossa proposta diretora, tem sido ampliado e efetivado a cada edição devido as contribuições advindas dos mais variados campos da saúde. Neste volume, abordamos temáticas relacionadas com o uso das plantas medicinais, a atividade física no processo de envelhecimento saudável, a utilização do elemento tecnécio na medicina nuclear, a visita domiciliar pelo enfermeiro no controle da hipertensão e do diabetes, Leishmaniose no estado do Ceará e dados sócio-econômicos de gestantes hipertensas. 

Para concluir, agradecemos a dedicação, empenho e zelo de todos os que contribuíram direta e indiretamente para a elaboração desse fascículo e esperamos continuar com o desafiante trabalho de contribuir com a construção de novos conhecimentos em nossas próximas edições. 

Boa leitura.

Prof. José Evaldo Gonçalves Lopes Júnior

Editor-Chefe  

 

Volume II, Nº 2 – 29 de junho de 2012

Caros leitores,

Mais um ciclo se conclui na história da Revista Eletrônica Saúde em Diálogo - outro fascículo, encerra-se o segundo volume. Dois anos completos conduziram a certo amadurecimento, tanto no que diz respeito ao planejamento editorial quando ao relevo do empenho conjunto de editores, avaliadores, autores e leitores na temática e na obra.

O diálogo, conditio sine qua non de nossa proposta diretora, tem se alargado na medida em que se agregam parceiros de outras instituições com o empenho sólido do discurso de base da publicação. Este continua, por isso mesmo, a fornecer o sustentáculo da interlocução almejada desde a fundação do periódico.

Na área da Fisioterapia, apresentam-se dois trabalhos de autores que, desde fora, contribuíram com a consolidação dessa proposta. No texto Estudo Sobre os Possíveis Fatores Locais e Gerais que Interferem na Cicatrização de Feridas: uma Revisão de Literatura, Thiago e Lucia de Fátima de Vasconcelos apresentam contribuição significativa para a reflexão sobre os cuidados multidisciplinares necessários à saúde da pele. Em Efetividade da Fisioterapia em um Paciente Pós Transplante Hepático com Diagnóstico de Meningite Criptocócica: Relato de Caso, Clarissa Bentes de Araújo Magalhães e seus colaboradores tocam também o interesse lato no campo da saúde, desta vez com material extraído de sua própria experiência e posto a público na forma de cuidadoso estudo de caso.

Com representação forte neste volume, a psicologia contribui também com a discussão engajada no contexto bastante contemporâneo da atenção à saúde com o significativo artigo de Anna Yzabelly Leite e Deyseane Lima, intitulado Alternativas de Ressocialização do Sujeito no Sistema Prisional na Visão da Abordagem do Psicodrama, que contribui verticalmente com o problema da reabilitação em uma situação limite e constitui reflexão de vanguarda; e de atenção à educação através do estudo intitulado Professor – Aluno: uma busca do significado oculto da dificuldade de aprendizado de pessoas com necessidades educacionais especiais à luz da Psicanálise, onde os autores Alexandre Iório, membro deste Conselho Editorial, juntamente com as pesquisadoras Rosana Iório e Silvana Pereira da Silva promovem uma análise que investiga o impacto da afetividade e da formação dos laços sociais no desenvolvimento das atividades em âmbito educacional.

Na trilha, ainda, do engajamento em temas atuais e de orientação prática, Domingos Evangelista Neto e os professores Rafael Temóteo e Nataly Campos apresentam o artigo denominado Corrida de Rua: Fatores Predisponentes ao Surgimento de Lesões nos Corredores da Cidade de Fortaleza, cujos resultados empíricos receberam tratamento adequado à contribuição direta para a prevenção da saúde dos praticantes da corrida que, aqui na terra do sol, têm se tornado cada vez mais numeroso. A publicação deste texto segue a premiação da III Semana de Ciência Tecnologia e Saúde iniciada no fascículo anterior e aqui concluída.

A maturidade adquirida nesses dois anos de labuta nos conduziram à primeira modificação de nossas normas de submissão de originais com ênfase nos quesitos de autoria e de formato de resenha. Este último ponto, aliás, se relaciona diretamente com a inauguração da seção correspondente no comentário crítico de um de nossos editores, o professor Filipe Jesuino, a respeito da obra The Animus: The Spirit of Inner Truth in Women,de Barbarah Hannah, tomo que não apenas ainda não dispõe de edição como também ainda é sem par nas publicações na língua de Camões.

Para finalizar, gostaríamos de agradecer pelo empenho e dedicação de todos aqueles que participaram da elaboração deste fascículo e esperamos que o futuro nos agracie com a superação dos desafios que sempre se fazem presentes em projetos desta envergadura.

Boa leitura.

Prof.ª Dr.ª Milena Abrão de Sena

Editora-Chefe

 

Volume II, Nº 1 – 30 de dezembro de 2011

Caros leitores,

no dia 22 de dezembro de 2011 completamos um ano de produção e divulgação de trabalhos científicos deste periódico eletrônico. Período marcado de grandes conquistas que foram sendo efetivadas pari passu ao amadurecimento estratégico e editorial da revista.O primeiro fascículo, conforme pode ser visto no editorial há um ano, foi marcado por uma produção nativa, ou seja, oriunda do próprio corpo de pesquisadores da FATECI. Na segunda publicação da revista, já nos deparamos com produções que extrapolaram os muros da IES mantenedora do periódico, arregimentando trabalhos de outros campos de pesquisa cearense. Neste fascículo, amplia-se esta filosofia de publicação, pois temos a satisfação de apresentar o artigo, cujo título fala por si mesmo, Análise in silico de proteínas HtrA em bactérias de relevância clínica: potencial como marcador para identificação molecular e estudos filogenéticos, de autoria dos professores-pesquisadores Julia Rodrigues e Brito (Faculdade Maurício de Nassau) e Luis Cláudio Nascimento da Silva (UFPE), uma bem-vinda produção do estado de Pernambuco, demarcando um salto para além das produções alencarinas. E se tratando de Alencar, neste fascículo temos a produção do psicólogo clínico Carlos Winston Guedes Bezerra (UNASUS/NUTEDS-UFC) intitulada Do amor à falta em José de Alencar, no qual o autor revisita os cinco romances urbanos do José de Alencar no intuito de refletir sobre as possibilidades de escape, por meio dos encontros e desencontros entre Eros e Tanatos, ao mal-estar na civilização.

Ainda no ensejo da colaboração de pesquisadores de outras IES, temos também um relato de experiência proveniente do Projeto de Extensão em Promoção da Saúde (PROSA), onde as discentes do curso de Fisioterapia da UFC Luanna Duarte Ribeiro, Mariana Aragão Moreira e Mariana Dias Teles Melina Baquit Correia elaboraram, sob a orientação da Prof.ª Raimunda Hermelinda Maia Macena, um Circuito de exercícios como estratégia para melhora do equilíbrio e prevenção de quedas em idosos.

Ainda a respeito da saúde no envelhecimento, temos um levantamento bibliográfico realizado pelos pesquisadores Nataly Gurgel Campos (FATECI) e Fernando César Rodrigues Brito (FATECI) que versa sobre a utilização e os efeitos do fitoestrógenoisoflavona na fase do climatério, especialmente em relação aos sintomas de depressão e à melhora da qualidade de vida da mulher.

Finalmente, na Sessão Especial deste fascículo temos dois dos três trabalhos agraciados com a premiação na III Semana de Ciência, Tecnologia e Saúde da FATECI. Um deles, de autoria da fisioterapeuta Elisangela Santos Uchôa e da Prof.ª Daniella Mara Lopes Coelho (Faculdade Christus), dá continuidade à temática do idoso, posto que envereda pela Influência do isostretching nas alterações posturais do idoso. Sobre o outro trabalho agraciado, temos a produção Freud e Marcuse: a ampliação da psicanálise individual para a macroanálise social, de autoria de Joaquim Iarley Brito Roque e Clauberson Sales do Nascimento Rios, professor da FATECI e editor técnico deste periódico.

Neste primeiro ano da publicação que se completa, desejamos agradecer a todos os que acompanharam nosso desenvolvimento, dentre os quais autores, leitores, colaboradores internos e o corpo de pareceristas, que agora inclui também os professores Rodrigo Fragoso de Andrade (UFC), Carla do Couto Soares Maciel (FATECI) e Marcia Skibick Araújo (FATECI) e que se dispõe francamente a contribuir com esta iniciativa idealizada por poucos e realizada por muitos. Tal espírito de coletividade é ao mesmo tempo objetivo, justificativa e método de nossa produção.

Prof.ª Dr.ª Milena Abrão de Sena

Editora-Chefe

 

Volume I, Nº 2 - 18 de junho de 2011

Caros leitores,

nenhuma revista científica nasce totalmente pronta. Aqueles que fazem parte e conhecem de perto o desafiador processo de edição de um periódico científico bem sabem que há um longo caminho a ser percorrido desde o seu planejamento inicial, a concepção de suas diretrizes gerais, o desenvolvimento de uma linha editorial instigante e contemporânea, a arregimentação de pareceristas e consultores que trabalham voluntariamente em nome do aprimoramento científico, até, finalmente, o lançamento propriamente dito de um fascículo, ou seja, onde todo este esforço conjunto, que se desenrola nos bastidores, aparece plasmado na realidade de uma obra publicada. Muitas são as dificuldades a serem superadas: prazos para cumprir; revisões e mais revisões a realizar; idas e vindas de manuscritos, que são lidos, relidos e melhorados; negociações via e-mail e por telefone, mediações entre autores e pareceristas, tudo isso feito em prol de uma excelência do material. E eis que nasce o primeiro fascículo. Todavia, quando já se tem um número publicado, ergue-se automaticamente um novo desafio, qual seja: manter a sua periodicidade, com o mesmo padrão de qualidade, a fim de consolidar junto à comunidade científica uma imagem de seriedade e competência. No segundo número da Revista Ele- trônica Saúde em Diálogo estamos ingressando nessa fase.

É com felicidade que destacamos, já neste momento, que ultrapassamos as fronteiras institucionais, trazendo contribuições científicas advindas de pesquisadores de outras IES e não apenas da FATECI, fato que este que atesta a repercussão de nossos diálogos em outras instâncias acadêmicas. É o caso, por exemplo, dos artigos Mobilização Neural: Interpretação e Efeitos, das autoras Emanuela Freire de Almeida e Naíta Ponte Costa Moreira, que fazem um percurso bibliográfico sobre o tema da mobilização neural e Políticas Públicas de Assistência Social: uma análise sobre o trabalho interventivo com famílias, de autoria de Katia Cristine Cavalcante Monteiro e Maria Lucielma Barbosa Vieira, que investigam a importância do trabalho de intervenção social desenvol- vido pelos programas Bolsa Família (PBF) e o Serviço de Proteção e Atendimento Integrado à Família (PAIF).Esses dois artigos apontam as direções que foram valorizadas nesta edição da revista, ou seja, nos arredores da Psicologia e da Fisioterapia. No diálogo com a Psicologia temos os trabalhos Caracterização da Violência Sexual em Crianças e Adolescentes no Estado do Ceará no Período de Janeiro de 2007 a Junho de 2009, das autoras Nataly Gurgel Campos, Iramaia Bruno Silva Lustosa, Martha Suellen Lacerda Miranda e Rosella de Albuquerque Isa- cksson, no qual foi realizada uma cartografia da violência sexual contra crianças e adoles- centes no Ceará, e o artigo Desenvolvimento de Pessoas com Deficiência Intelectual e o Trabalho: Caminho em Construção, de Giovana Maria Belém Falcão, que se trata de um estudo de caso no instigante espaço da inclusão produtiva.

Já no diálogo com a Fisioterapia, o ambiente educacional foi a tônica em dois trabalhos apresentados neste número, sendo o primeiro Análise ergonômica de uma escola de educação infantil no município de Fortaleza, de autoria de Ana Patricia de Oliveira Sousa, Domingos Alves Evangelista Neto, Lisleia Tomáz Cardoso, Roberto Charles de Frei- tas Braga e Francisco Fleury Uchoa Santos- Júnior, onde foram analisadas as alterações ergonômicas em uma escola de ensino infantil; enquanto o segundo, A Intervenção dos Alunos da Disciplina de Saúde Coletiva de um Curso de Fisioterapia na Experiência do Programa de Saúde da Família, defendido por Silvana Mara Rocha Sydney Montenegro e Francisca Maria Aleudinelia Monte Cunha, relata as experiências dos alunos da disci- plina de Saúde Coletiva junto às equipes do Programa de Saúde da Família. Por fim, falando ainda no campo do saber da Fisioterapia, temos o trabalho Perfil de Pacientes Portadores de Asma: Resultados de uma Amos- tra de Pacientes em Hospital Secundário, de Teresa Cristina Ponte Barrocas Freire, Francisco Fleury Uchoa Santos-Júnior e Ivana Cristina H. C. Barreto, uma pesquisa quantitativa e descritiva que se propõe a traça o perfil de pacientes portadores de asma de um hospital secundário no município de Sobral – CE.

Aproveitamos a oportunidade deste editorial para informar também sobre algumas modificações ocorridas no corpo de Conselheiros do nosso periódico, em especial, o ingresso de um componente, no caso, o Prof. Ms. Francisco Fleury Uchôa Santos Júnior, assim como a entrada da Profa. Juliana Mota Ferreira em nosso Co- mitê Científico. Duas grandes conquistas que, certamente, contribuirão, e muito, com a excelência da Revista.

Finalmente, seguindo o rastro dos critérios exigidos para futuras indexações e de acordo com a tendência editorial utilizada por revistas científicas já consolidadas, informamos que a partir deste número os nossos arquivos estão sendo disponibilizados em formato PDF/A, que atualmente se tornou padrão para arquivamento de lon- go prazo de documentos eletrônicos por permitir a inclusão de metadados, viabilizar uma organização mais compacta dos mesmos, disponibilizar o uso livre do texto apresentado e, por fim, preservar o conteúdo das produções conforme o pretendido originalmente.

O Conselho Editorial da Revista Eletrônica Saúde em Diálogo agradece a todos que contribuíram direta e indiretamente para que esse novo desafio fosse superado com sucesso.

Prof.a Dra Milena Abrão de Sena

Editora-Chefe

 

Volume I, Nº 1 - 22 de dezembro de 2011 

Caros leitores,

No mês de dezembro, nasce o primeiro número da revista eletrônica da Faculdade de Tecnologia Intensiva – FATECI que, sob a sigla Saúde em Diálogo, compreende o somatório de esforços coletivos de professores e pesquisadores que atuam em áreas distintas como Biomedicina, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Psicologia e Radiologia. 

De caráter semestral o foco da Revista Eletrônica Saúde em Diálogo centra-se no fato de que os resultados obtidos sejam relevantes para a comunidade em geral e se firme como fonte de publicações.

Este projeto foi concebido para construir um vinculo permanente de caráter cientifico de estudos e pesquisas e referendar mais precisamente a missão da FATECI que é produzir e socializar o conhecimento, prioritariamente na área de saúde, através do ensino, da pesquisa e extensão, contribuindo para o desenvolvimento científico, social e cultural. Trata-se de mais um dentre os inúmeros desafios que a Instituição tem para com a sociedade. 

No campo da Psicologia apresentamos duas contribuições relevantes: a primeira, Representação Social e Centro de Referência de Assistência Social (CRAS): Um Estudo sobre a Psicologia Social, trabalho este onde as autoras Nara M.A. dos Santos e Deyseane M.A. Lima enveredaram pelo campo das representações feitas em nome da Psicologia neste ambiente de promoção de saúde; e o segundo, no caso: Considerações neuropsicológicas sobre agressividade e violência no trânsito a partir dos achados no psicodiagnóstico miocinético (PMK ), dos autores Raimundo Gomes de Holanda Filho e Luciane Ponte e Silva, que traz indícios pertinentes para o entendimento de uma situação que toca em cheio uma das preocupações mais atuais em termos de saúde pública, ou seja, o crescimento vertiginoso de situações violentas que acompanhamos cotidianamente não apenas no trânsito cearense, mas no brasileiro de uma forma geral.

No contexto da Fisioterapia neste primeiro número, temos dois artigos: Imobilização: aspectos fisiológicos, clínicos e nutricionais, dos autores Francisco Fleury Uchoa Santos-Júnior, Manuela Freire de Almeida, Howard Lopes Ribeiro Júnior, Davi Sousa Rocha, Vânia Marilande Ceccatto e o trablaho Efeitos do ultrassom pulsado de baixa intensidade na regeneração óssea, dos autores Luan Cavalcante Marques, Gisele Façanha Diógenes Teixeira e Ana Cristhina de Oliveira Brasil. Ambos tratam-se de revisões bibliográficas criteriosas e aprofundadas em suas respectivas especialidades.

No campo da Fonoaudiologia temos o relevante artigo Disfonia e stress no dia a dia de professora, no qual a autora Luciana Picanço articula duas temáticas que interessam não apenas àqueles profissionais específicos da área fonoaudiológica, senão a todos que direta e indiretamente se encontram envoltos com a questão da relação ensino e aprendizagem, seus benefícios e suas vicissitudes. 

Em novembro de 2010, aconteceu na FATECI, a II Semana de Ciência, Tecnologia e Saúde, que proporcionou aos alunos e professores exposições e apresentações de seus trabalhos, incentivando a pesquisa e o gosto pelas publicações. Neste fascículo dois trabalhos eleitos como os melhores  do evento merecem destaque. O primeiro Alterações na Densidade Óssea Pós-Imobilização em Ratos, da autora Ana Paula Teixeira Vasconcelos orientada pelo Prof. Ms. Francisco Fleury Uchoa Santos-Júnior e o segundo Arthur Bispo do Rosário: senhor e escravo do Labirinto, dos autores Saulo de Oliveira Vieites e Maria Emanuela Freire Soares orientados pelo prof. Ms. Filipe de Menezes Jesuíno.

É importante ressaltar que os professores Ms. Filipe de Menezes Jesuíno e Ms. Gisele Façanha Diógenes Teixeira integrantes do corpo editorial participam, conforme vimos, como coautores neste primeiro exemplar.

A Comissão Editorial da Revista Eletrônica Saúde em Diálogo agradece aos alunos, professores, a direção da instituição FATECI e a todos que contribuíram para que essa edição se transformasse em realidade.

Até nossa próxima edição.

Profa. Dra. Milena Abrão de Sena

Editora-Chefe


 

Newsletter

Rua Barão de Aratanha, 51
Centro - Fortaleza - CE
Telefone/Fax: (85) 3533.7050
saudeemdialogo@fateci.edu.br